PROEXT - 2012



Memória dos Paladares se propõe a identificar o impacto da instalação da Universidade Federal do ABC no Bairro Bangu de Santo André - SP e adjacências nas relações entre moradores novos e antigos com o território, na criação de marcos identitários e formação de não-lugares. O programa deverá se desenvolver a partir da constituição de duas redes de colaboradores, estudantes, novos habitantes do bairro, e idosos, moradores do local há mais de dez anos. Para tanto, utilizará como método a História Oral a partir da coleta de receitas culinárias como pano de fundo para o registro das relações familiares e sociais e identificação de pertencimento. Elaborará levantamento documental e registros fotográficos das residências e dos usos dos espaços internos e externos. O programa irá constituir um centro de documentação que disponibilizará à população os demais produtos da pesquisa, quais sejam: a sistematização das pesquisas; organização de livro com receitas familiares, acompanhadas de histórias de vida relacionadas e fotografias, que simbolizem as relações mais caras para essas pessoas; oficinas sobre culinária e educação e preservação patrimonial; edição de filmes das experiências. Incluirá, também, atividades complementares dos cursos da UFABC, projetos de IC e proposta para Universidade da Melhor Idade na UFABC.

Grupo: Memória e Historia Oral


Coordenadores: 


Profª. Dra. Ana Maria Dietrich - ana.dietrich@ufabc.edu.br
Prof. Dr. Plínio Zornoff Táboas - plinio.taboas@ufabc.edu.br


Alunos:  


Ana Catarina Linz de Albuquerque Sento Sé Martinelli Braga 
Ana Sueling Alves Diniz 
Bruna Caroline Pires 
Camila Caroline Zeni Silva
Cynthia Christina Ziviani
Cyntia Morishita Onuki 
Denise Molina Lopes 
João Vitor Carvalho de Melo Fabíola 
Aline TolentinoJuliana Fabbron Marin Marin
Júlio Carvalho de Paiva 
Tatiane de Jesus Silva 
Tatyane Estrela 



Textos sugeridos pelo G1 Memória:


MEIHY, José Carlos S. B. Manual de História Oral. 5a ed., São Paulo: Loyola, 2005, pp. 144-186.

https://docs.google.com/file/d/0B85ST92SGb-VMjg1NmVmMGUtYzBkMy00NTdkLWE1MDctNjQxMjkzYTFlMzI4/edit?usp=sharing

NORA, Pierre. “Entre Memória e História: a problemática dos lugares”, In: Projeto História. São Paulo: PUC, n. 10, pp. 07-28, dezembro de 1993.

http://www.pucsp.br/projetohistoria/downloads/revista/PHistoria10.pdf

Grupo: História da Cidade e Patrimônio Cultural

Coordenadora:


Profª. Dra. Silvia Passarelli - silvia.passarelli@ufabc.edu.br


Alunos:


Aline Zabisky
Gabriela Scarabel
Glaucon Campos 
Karina Vieira Mariana Pereira


Texto: Considerações sobre a formação de Santo André


Abaixo-assinado SOS Carlos Gomes: pela paralisação imediata das obras do Cine-Theatro: http://www.peticaopublica.com.br/?pi=CG2012


Exposição das últimas obras do Saciloto no CC da Caixa Econômica Federal. Ficará aberto até 29 de julho. Confiram: https://www.facebook.com/events/428527540505657/


Blog da professora Teodósia contendo fotos antigas de Santo André. Confiram: http://cantinhodateodosia.blogspot.com.br/2011/03/fotos-antigas-de-santo-andre.html


Reportagem do Diario do ABC sobre as mudanças no bairro do Bangu por causa da UFABC: http://www.dgabc.com.br/News/5948858/bairro-bangu-rejuvenesce-com-ufabc.aspx.



Grupo: Tecnologias Sociais e Culturais


Coordenadora:


Profª. Dra. Andrea Paula dos Santos - andrea.santos@ufabc.edu.br


Alunos:


Bruno Barros Neves
Luís Felipe Albano Martins
Mayara Magalhães da Silva
Sabrina Hilário da Silva
Willian Lima


Textos sugeridos pelo G3 Tecnologias Sociais e Culturais para leitura em comum por todos os bolsistas:

 SANTOS, A. P. dos. "Empreendimentos sustentáveis e patrimônio natural e cultural dos Campos Gerais: possibilidades de desenvolvimento regional por meio da economia solidária e de novas tecnologias sociais." In: MELO, M. S.; MORO, R. S.; GUIMARÃES, G. B. Patrimônio natural dos Campos Gerais do Paraná. Ponta Grossa: Editora UEPG, 2007. Cap. 22, p.213-219.

Texto Completo em pdf 

.BLEIL, Suzana I. “O Padrão Alimentar Ocidental: considerações sobre a mudança de hábitos no Brasil”. Cadernos de Debate Unicamp, Vol. VI, 1998, pp. 1-25. Disponível em: http://www.uftm.edu.br/upload/ensino/AVIdiscednu090804095840.pdf Acesso em: 15/04/2011.

SANTOS, A. P. dos. Tecnologias sociais e culturais: reflexões sobre tecnologias em políticas educacionais e culturais (artigo a ser publicado no livro Café com PP), também disponível em:

http://tecnologiaseculturasalimentares.wordpress.com/sobre/tecnologias-culturais-e-sociais/

 Blog para ser construído como resultado dos trabalhos do grupo:

Tecnologias e Culturas Alimentares

  E outras referências para o estudo de janeiro, que subsidiará o seminário a ser apresentado pelo grupo na primeira oficina em fevereiro de 2012:

 - Projeto "Práticas Teóricas e Metodológicas do Trabalho de Campo para a Elaboração de um Diagnóstico Participativo: Economia Solidária, Educação Popular e História Oral". 

O projeto foi aprovado no Programa de Apoio à Extensão Universitária voltado às Políticas Públicas PROEXT 2005 – MEC/SESu/DEPEM, foi financiado pelo Ministério da Educação (Brasil) e executado entre 2006 e 2007 na Universidade Estadual de Ponta Grossa, UEPG, Paraná, e atualmente serve de referência para outros projetos com tecnologias sociais.

Publicado no Banco de Projetos da Nodo Tau (Argentina) 

 - SANTOS, Andrea Paula dos. Histórias de vida dos trabalhadores da economia solidária em Ponta Grossa e na região dos Campos Gerais: memória, identidade e história oral.


Este trabalho apresentará resultados parciais de um estudo em andamento sobre a história, as identidades e as subjetividades dos trabalhadores dos empreendimentos solidários na cidade de Ponta Grossa, assessorados pelo Programa de Extensão da Universidade Estadual de Ponta Grossa "Incubadora de Empreendimentos Solidários" (IESOL-UEPG). Abordaremos especialmente a parceria entre a IESOL-UEPG e o Núcleo de Estudos em História Oral (NEHO-USP) que resultou no projeto "Práticas Teóricas e Metodológicas do Trabalho de Campo para a Elaboração de um Diagnóstico Participativo: Economia Solidária, Educação Popular e História Oral", financiado pelo MEC no Programa de Apoio à Extensão Universitária voltado às Políticas Públicas. 

Trabalho apresentado no seminário do Núcleo de Estudos em História Oral - NEHO/USP, em 2007, disponível na rede social Follow Science. 

 - SANTOS, Andrea Paula dos. "Tecnologias de informação e comunicação e relações intergeracionais no ABC paulista: corpos, memórias, performances, estéticas, tecnologias entre jovens e idosos". Anais do IV Simpósio ABCIBER - Associação Brasileira dos Pesquisadores em Cibercultura. Rio de Janeiro: ABCIBER/UFRJ, 2010, pp. 1-12.

O artigo apresenta reflexões desenvolvidas junto a um projeto de pesquisa e extensão em andamento na Universidade Federal do ABC (UFABC), em que analisamos relações intergeracionais entre grupos de idosos e jovens, moradores e estudantes em três bairros da cidade de Santo André, próximos ao campus da universidade recém-criada. Os registros das memórias dos idosos são feitos de forma colaborativa com jovens estudantes por meio de várias tecnologias de comunicação e informação (vídeo, scanner, banco de dados, câmeras fotográficas) relacionadas ao uso do computador, publicadas num blog na internet. São discutidas, à luz dessa experiência, algumas noções clássicas de memória, corpo, tecnologia, subjetividade, documento, no âmbito do panorama crítico-analítico na contemporaneidade, sobretudo no contexto da cibercultura e seus dilemas éticos e estéticos.

Trabalho apresentado no GT 9. Estéticas, Coletivos e Práticas Artísticas, disponível nos Anais do IV Simpósio ABCIBER.
 

 - SANTOS, Andrea Paula dos. "Trajetórias da História Social e da Nova História Cultural: cultura, civilização e costumes no cotidiano do mundo do trabalho" In: Anais do IX Simpósio Internacional Processo Civilizador: Tecnologia e Civilização. v. 1, 2005, pp. 1-8.

Este breve artigo tem por objetivo abordar alguns pontos principais da trajetória da História Social e da Nova História Cultural, um dos campos de estudos mais importantes dos historiadores da atualidade,desenvolvido a partir do impacto das noções de cultura nas Ciências Humanas e na História desde as décadas de 1960 e 1970. Consideramos que desde a segunda metade do século XX – juntamente com os debates e as pesquisas sobre as noções de cultura provenientes, sobretudo, da área de Antropologia –, os historiadores construíram novos conceitos por meio da releitura dos trabalhos de alguns estudiosos de outras áreas das Ciências Humanas, tais como a Crítica Literária, a Sociologia e a Filosofia. Nesse sentido, ao lado da influência de autores importantes como Mikhail Bakhtin, Michel Foucault e Pierre Bourdieu, retomaram idéias fundadoras presentes nos trabalhos de Norbert Elias desde o final de década de 1930, sobre civilização e processo civilizador, gerando novos interesses e novas perspectivas nos estudos dos costumes e da vida cotidiana dos mais diferentes grupos sociais, em particular daqueles ligados ao mundo do trabalho. Com a abertura dessas perspectivas teóricas e temáticas ligadas aos campos da História Social e da Nova História Cultural, foram e estão sendo desenvolvidos inúmeros trabalhos em todo o mundo e também no Brasil que têm renovado a historiografia e o esforço sempre urgente de compreensão da atuação e das demandas de novos sujeitos históricos em nossa sociedade.

Publicado nos Anais do Simpósio pela Universidade Tecnológica Federal do PR

 GARCIA, Rosa Wanda Diez. “Reflexos da globalização na cultura alimentar: considerações sobre as mudanças na alimentação urbana”. Rev. Nutr. vol.16 no.4 Campinas Oct./Dec. 2003. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-52732003000400011 Acesso em: 15/04/2011. 

- RECINE, Elisabetta. A Segurança Alimentar e Nutricional – os desafios para o Brasil.
- CARVALHO, Miriam Corrêa de. Segurança Alimentar e Nutricional
Revista E - Portal Sesc - Disponível em:  http://www.sescsp.org.br/sesc/revistas/revistas_link.cfm?edicao_id=332&Artigo_ID=5170&IDCategoria=5928&reftype=2 Acesso em: 01/01/2012

Sobre Segurança alimentar:

Cuidados com a procedência dos produtos e comer de forma adequada devem fazer parte do cardápio de qualquer pessoa que se preocupe em aliar os prazeres da mesa à qualidade de vida. Em artigos inéditos, produzidos com exclusividade para a Revista E, a doutora em saúde pública e pesquisadora do departamento de nutrição da Universidade de Brasília (UnB) Elisabetta Recine e a doutora em alimentos e nutrição e pesquisadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Alimentação (Nepa) da Universidade de Campinas (Unicamp) Miriam Corrêa de Carvalho dão a receita de uma refeição realmente saudável.